Liberty Silver - Moedas de Prata sem IVA

Liberty_Silver_PT

Facebook BI

Domingo,�31 deMaio,�2020

Austeridade

cesarneves_Destak

por João César das Neves*

Foi a 14 de Setembro de 2008 que o Lehman Brothers faliu, lançando a crise global.

Logo a 21 de Janeiro de 2009 a Standard & Poor’s reduziu o rating da dívida pública portuguesa para o nível mais baixo desde que começou a analisá-la no início da década de 1990. Mas só 540 dias depois do início do tumulto, a 8 de Março de 2010, o Governo descobriu que havia problemas, e anunciou a austeridade do PEC 2010-2013, que corrigiria várias vezes, até pedir ajuda externa a 6 de Abril de 2011. A 20 de Maio o programa da troika foi aprovado pelo FMI.

Só existe uma coisa estável neste longo processo: ainda não houve austeridade. Já passou mais de um mês desde o novo programa e ainda não se viu nada. Muita gente sofre e a economia cai. Proclamam-se medidas simbólicas e sobem-se os impostos. É assim há anos, mas não se reduz a despesa.
O actual Governo, como o anterior, disse que ia cortar. Marcou um novo estilo, mais adequado aos tempos de austeridade, com a eliminação de ministérios, redução nos automóveis, viagens em turística. Mas nada disso tem efeitos.

Falta um punhado de medidas bombásticas. Têm de ser lançados alguns processos radicais que coloquem o Estado firmemente num caminho diferente do que percorre há duas décadas. Não nos próximos meses ou semanas, mas nos próximos dias. Ou surgem medidas inovadoras, dramáticas, revolucionárias, que modifiquem os hábitos ruinosos, ou continuaremos na pseudo-austeridade que desde 2008 alimenta as ilusões e aumenta os problemas. Entretanto o tempo esgota-se. E o dinheiro também.

 

 

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar


*João César das Neves é professor na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais (FCEE) da Universidade Católica Portuguesa em Lisboa.

 

Publicado no Destak dia 21 de Julho 2011

 

 

 

Comentários (0)

Subscrever RSS deste comentário.

Exibir/Ocultar comentários.

Escreva um comentário.


busy

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.