Liberty Silver - Moedas de Prata sem IVA

Liberty_Silver_PT

Facebook BI

Quinta-Feira,�14 deNovembro,�2019

Greves

cesarneves_Destak

por João César das Neves*

Começaram as greves de contestação à austeridade. A classe operária está em luta. Estará mesmo?

Curiosamente não são proletários os que paralisam, mas funcionários de serviços públicos, com emprego garantido e regalias a defender. Há muito que a maioria das greves não acontece nas empresas comuns.

Essas lutam pela sobrevivência na feroz concorrência e não se podem dar ao luxo de conflitos laborais. Conscientes, trabalhadores e administração evitam as greves que aí são raras, dolorosas, último recurso. Como nos tempos heróicos da luta de classes.

Quem tem conflitos hoje são os sectores monopolistas próximos do Estado, sem competição e onde os trabalhadores pouco perdem com a contestação. Tal como o patronato, que já recebeu o dinheiro dos passes e ainda poupa na energia e salários. As vítimas das greves de transportes são os pobres que ficam em terra para a classe média defender regalias.

Aqui os operários não estão em luta. Vão a pé sem transportes. Os sindicatos dizem não haver alternativa neste combate, mas isso é falso. Se quisessem atingir a empresa dariam passes de borla, ou outras coisas que reduzissem os proveitos. Aí os patrões prestariam atenção. É verdade que seria ilegal e os responsáveis arriscavam-se ao castigo.

Como nas greves proibidas de antigamente. O que temos hoje não é verdadeira luta laboral mas uma brincadeira burguesa mascarada de greve. Como disse Marx, a história repete-se, «primeiro como tragédia, depois como farsa» (O De-zoito de Brumário de Luís Bonaparte, 1852, cap. 1).

 

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar


*João César das Neves é professor na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais (FCEE) da Universidade Católica Portuguesa em Lisboa.

 

Publicado no Destak dia 10 de Fevereiro 2011

 

 

 

Comentários (0)

Subscrever RSS deste comentário.

Exibir/Ocultar comentários.

Escreva um comentário.


busy

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.