Liberty Silver - Moedas de Prata sem IVA

Liberty_Silver_PT

Facebook BI

Domingo,�31 deMaio,�2020

Só FMI!

cesarneves_Destak

por João César das Neves*

O último Conselho de Estado, noticia o Expresso, terá discutido a possibilidade de recorrer a um empréstimo de urgência do Fundo Monetário Internacional, antes de o próximo Governo eleito pedir ajuda definitiva ao Fundo Europeu de Estabilização Financeira.

A razão disto é técnica: o FMI é mais célere e eficaz. Há uma outra razão técnica para fazer isso: o FEEE não funciona. Grécia e Irlanda, únicos estados a recorrer a esse mecanismo recente, estão pior, não melhor. A razão é simples: o Fundo Europeu é governado por políticos, que têm de pensar no que os seus eleitores permitem gastar com a ajuda aos parceiros endividados. Daí as cautelas e exigências que enterram os devedores.

O FMI tem apenas a função técnica de recuperar a credibilidade e a solidez financeira do país. Como sabemos dos acordos de 1978 e 1983, dói mas funciona. O que Portugal devia fazer era esquecer a União Europeia e, como os países pobres, recorrer só ao FMI. Teria terapêutica dura, mas depressa ganharia equilíbrio e reputação, como a América Latina na última década.

A razão para não fazer isso é política: ia parecer mal aos nossos parceiros, que se esforçaram tanto a criar um mecanismo de protecção, que não funciona por razões políticas. Por acaso são os mesmos que vigiam as nossas contas públicas há décadas, sem evitarem, por razões políticas, que nós caíssemos no descalabro.

Política é também a nossa doença: os nossos governos gastaram durante décadas, com excelentes razões políticas, sem atenderem à razão técnica: não havia dinheiro.

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar


*João César das Neves é professor na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais (FCEE) da Universidade Católica Portuguesa em Lisboa.

 

Publicado no Destak dia 7 de Abril 2011

 

 

 

Comentários (0)

Subscrever RSS deste comentário.

Exibir/Ocultar comentários.

Escreva um comentário.


busy

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.