Liberty Silver - Moedas de Prata sem IVA

Liberty_Silver_PT

Facebook BI

Domingo,�31 deMaio,�2020

Velho demais

cesarneves_Destak

por João César das Neves*

O drama do desemprego tem hoje muitas faces. Uma das mais patéticas é a resposta: «Você é demasiado velho para este emprego!» Porque, ao dizê-lo, a empresa mostra que quem está velha é ela.

O mundo mudou radicalmente nas últimas décadas. Uma das evoluções mais espantosas é o enorme aumento da esperança de vida. Hoje em Portugal as pessoas têm uma expectativa plausível de viver até aos 90 ou mais. E vão fazê--lo em razoáveis condições de saúde. A nossa existência não tem nada a ver com a realidade das gera-ções anteriores. Isso tem múltiplas consequências a vários níveis.

Quando um desempregado com 50 ou até 40 anos é considerado demasiado velho para ser contratado, ele está a ser avaliado por uma lógica obsoleta. Essas pessoas estão a pouco mais de meio da sua vida válida. Os governos cometeram a enorme estupidez de, face ao aumento da vida, reduzirem a idade da reforma, criando o monstruoso de-sequilíbrio da segurança social, que a crise obriga a corrigir. Se as empresas, por mero preconceito, também desprezam esses recursos valiosos praticam um erro muito pior. Até porque hoje já não há juventude suficiente para ocupar esses lugares.

Vemos a revolta dos jovens contra a precariedade. Em breve também os idosos recusarão a condição de «fora de prazo». Quando os reformados activos perceberem que é interessante produzir e, pagos pelas pensões, praticar preços imbatíveis no mercado, a economia mudará. Então as empresas compreenderão o erro terrível que cometem.

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar


*João César das Neves é professor na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais (FCEE) da Universidade Católica Portuguesa em Lisboa.

 

Publicado no Destak dia 17 de Março 2011

 

 

 

Comentários (0)

Subscrever RSS deste comentário.

Exibir/Ocultar comentários.

Escreva um comentário.


busy

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.