Facebook BI

Segunda-Feira,�23 deOutubro,�2017
Grécia Abala Mercados - NL BonsInvestimentos Mar 2010

Newsletter BonsInvestimentos.com
Revelando os Bons Investimentos nos mercados financeiros

Vol. 6 - Edição 3
Março de 2010

As Bolsas em Fevereiro 2010

 

Os índices bolsistas dos EUA terminaram Fevereiro com ganhos modestos. O Dow Jones terminou nos 10.325 pontos, uma subida de 2,6%, a sua melhor performance desde um ganho de 6,5% em Novembro.  O Standard & Poors 500 fechou nos 1.104 pontos, uma subida mensal de 2,9%. O Nasdaq encerrou nos 2.238 pontos, uma subida de 4,2%.

O PSI-20 terminou o segundo mês deste ano novamente a cair com força, ficando nos 7559.

No Brasil o Bovespa fechou nos 66.503 pontos. O indicador acumulou uma subida no mês de 1,68%.

Interest_Rates

Os bancos centrais estão a aguentar as taxas de juro que reduziram aos minimos para tentar enfrentar a crise. A Reserva Federal Americana, tem a taxa dos fundos federais nos 0,25%. O BCE tem a taxa de juro em 1%. Segundo a minha análise a margem de manobra nas taxas está esgotada, a partir daqui a tendência é de subida.

InduFev10

spx_FEB_10

COMPQ_FEB_10

PSI20Fev10


 

The Big Picture - Março 2010


Os índices bolsistas americanos conseguiram subir em Fevereiro. Mas os investidores ainda não podem ficar descansados.

Quando for publicado o próximo censo, os EUA provavelmente terão 320 milhões de pessoas. Há 50 anos eram cerca de 184 milhões. O orçamento era nessa altura de cerca de $100 biliões. Hoje é supostamente de $3,8 triliões. É o que se chama descontrolo total da despesa.

O controlo governamental das economias ocidentais é cada vez maior e está a consumir a um ritmo que se vai provar que é insustentável. Os mercados já nos estão a dizer que o mundo tem graves problemas de dívida soberana, como se pode assistir recentemente com a situação da Grécia e Irlanda, e as que se seguirão em Portugal, Espanha, Itália e outros.

A dívida pública nos países do G-7 (EUA, Reino Unido, França, Canadá, Alemanha, Japão e Itália) espera-se que seja superior a 119% dos seus PIB combinados em 2014, um número surpreendente no mínimo.

Imagine ter um negócio com vendas de 1 milhão de euros e dívidas de 1,19 milhões e um fluxo de caixa do seu negócio para pagar a dívida de cerca de 5% das receitas brutas. Isto significa que a empresa só tem 50.000 euros por ano para pagar a dívida. Se a taxa de juro média da dívida dessa empresa for de 5% a carga da dívida irá aumentar cada ano. O pagamento de 50.000 euros é menos que o valor dos juros de cerca de 59.500 euros.

Imaginemos ainda mais, que em vez de pagar a divida todos os anos, escolhemos pedir mais emprestado para pagar os juros. Parece que a falência é só uma questão de tempo para esta empresa. Em algum momento, encontrar otários (credores) será cada vez mais difícil, até que ninguém quererá emprestar mais.

As Obrigações conjuntamente com os Derivados são as maiores bolhas da história mundial e estão cada vez mais perto de rebentar.
No gráfico abaixo podemos ver a evolução em percentagem de algumas matérias primas nos dois primeiros meses do ano.

Fonte: Bespoke Investment Group

 

 

Estatísticas dos Índices

Indíce P/E P/E Est Div % P/Contab. P/Vendas

Dow Ind

15.41

13.11

2.77

2.59x

1.30x

S&P 500

18.63

14.08

2.05

2.14x

1.22x

Nasdaq

32.60

18.52

0.93

2.63x

1.80x

Fonte: Bloomberg, 26 de Fevereiro de 2010

Os próximos anos vão ser muito bons para quem está investido em metais preciosos.

Em 2010 a minha análise antecipa novas quedas nas bolsas e nos próximos meses um novo teste aos mínimos atingidos em 2009. Vender as subidas e comprar em grandes quedas, pode ser uma boa estratégia.

Segundo a minha análise em 2010 assistiremos ao Ouro acima dos $1.500 por onça e à Prata acima dos $21,e depois valores muito superiores. Apenas com a inflação desde 1980 o Ouro, deveria estar a transaccionar acima dos $5.000 por onça.

Em 2010 acredito que como bons investimentos teremos o Ouro, a Prata e outras matérias-primas, com destaque para a energia e matérias-primas agrícolas.

Mais informação sobre os Mercados no artigo a Segunda Depressão.

 

Os Mercados Cambiais em Fevereiro de 2010


Em Fevereiro o indíce do dólar americano, que representa um cabaz de seis moedas, fechou a subir por volta dos 80,37pontos. Este foi o terceiro mês de ganhos, com um avanço mensal de 1,4%.

O Euro terminou Fevereiro por volta dos $1,3618. A moeda da União Europeia, teve uma perda mensal de 2,3% face à moeda verde.

Face ao dólar a libra inglesa fechou por volta dos $1,5249. Em Fevereiro caiu 4,5% face ao dólar.

O iene japonês fechou por volta dos 88,90 face ao dólar. O dólar perdeu 1,2% face ao iene, em Fevereiro.

O dólar acumulou em Janeiro uma desvalorização de 4,1% em Fevereiro face ao Real brasileiro, devolvendo uma parte dos ganhos de 8,1% em Janeiro. O dólar fechou o mês cotado a por volta de R$ 1,808. A alta no ano é de 3,6%.

A moeda americana está a colapsar e nos próximos anos vai deixar de ser a moeda de referência mundial. O indíce do dólar encontra-se agora pouco acima dos 80 pontos. O dólar americano restá num rally de contra ciclo no curto prazo, segundo a minha análise a tendência de queda a médio e longo prazo mantem-se.

USDFev10

xxeuFev10

 

Mais informações sobre os mercados cambiais em: Colapso do Dólar

 

Metais Preciosos em Fevereiro de 2010


O Ouro e a Prata fecharam Fevereiro a subir.


A Platina para entrega em Abril fechou nos $1.539,90 por onça.

O Cobre para entrega em Março fechou nos $3,27 por libra.

O Paládio para entrega em Março terminou nos $432,40 por onça.

Os metais preciosos podem pontualmente assustar os investidores tanto como entusiasmam, mas segundo a minha análise a tendência de médio e longo prazo é de subida.

 

Mais informação sobre o Ouro e Prata em: Entrevista GATA

 

O contrato de Ouro para entrega em Abril na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, terminou o mês nos $1118,90 por onça. Os futuros acabaram por subir 2,3% em Fevereiro.

A minha análise aponta para o Ouro acima dos $2000 por onça nos próximos 18 meses. Quando este price target for ultrapassado o Ouro poderá dirigir-se a médio prazo para cima dos $2500 por onça.

goldFev10

Mais informações sobre a ascensão do Ouro em: Venderam-se os Anéis

 

A Prata para entrega em Março, terminou nos $16,50 por onça. Teve um ganho mensal de quase 2%.

A minha análise aponta para a Prata acima dos $21 por onça em 2010. Quando este price target for ultrapassado a Prata irá dirigir-se no médio prazo para cima dos $50 por onça.

SilverFev10

 

Mais informações sobre a ascensão da Prata em: A Prata vai ser Ouro

 

A Energia em Fevereiro de 2010


O preço do Petróleo crude West Texas na New York Mercantile Exchange para entrega em Abril fechou o mês  nos $79,66 por barril. Em Fevereiro ganhou 9,3%.

A curto prazo, o preço do Petróleo está consolidar as subidas dos últimos meses estando a transaccionar numa banda. Considero que em 2010 pode chegar novamente aos $100, sendo que nos próximos 18 meses podem ser atingidos novos máximos e que o crude está numa tendência de subida a longo prazo.

WticFev10

O contrato de Gás Natural para entrega em Abril fechou nos $4,81 por milhões de BTUs (British Thermal Units) na Nymex. No mês perderam 6,2%.

Segundo a minha análise a médio e longo prazo a tendência do Gás Natural é de subida. Em 2010 o Gás Natural poderá transaccionar novamente acima dos $6 por BTU.

NatGasFev10

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.